Estrada

Murilo Affonso é o melhor brasileiro na 1ª etapa da Volta do Uruguai

on

Murilo Affonso na chegada da 1ª etapa da Volta do Uruguai 2018. (Foto: Luis Claudio Antunes/Bike76)

La Paloma, Uruguai – O brasileiro Murilo Affonso, da Funvic/São José dos Campos, foi o melhor brasileiro na etapa de abertura da Volta do Uruguai, reallizada nesta sexta-feira, dia 23 de março, entre Atlántida e Castillos.

📸 Veja a galeria de fotos da 1ª etapa

Murilo veio em uma fuga e fechou a etapa em oitavo lugar, a 21 segundos do campeão do dia, o argentino Adrian Richeze, da Virgen de Fátima. O segundo lugar ficou com Matias Presa, da Cerro Largo e o terceiro foi para Richard Mascarañas, da San Antonio-Florida.

Vitória de Richeze na 1ª etapa da Volta do Uruguai 2018. (Foto: Luis Claudio Antunes/Bike76)

Etapa de abertura e a mais longa desta edição
Com 201,6 km previstos, a etapa de abertura terminou em Castillos com 210 km cravados, contando os 6 km neutralizados no início em Atlántida.

Na estrada, pouco coisa de interessante aconteceu até passar da metade da prova. Já com cerca de 120 km rodados, o pelotão apertou a “passada”, cerrou no canto e o vento fez o resto. Resultado: pelotão dividido em três grupos e mais alguns sobrados que não mais chegariam no grupo principal.

Pelotão durante a 1ª etapa da Volta do Uruguai 2018. (Foto: Luis Claudio Antunes/Bike76)

Por volta de 140 km rodados, duas quedas seguidas, inclusive envolvendo os brasileiros Rodrigo do Nascimento e Maurício Knapp, de Ribeirão Preto, fez o pelotão se mexer mais uma vez.

Ciclistas de Ribeirão Preto caíram durante a 1ª etapa da Volta do Uruguai 2018. (Foto: Luis Claudio Antunes/Bike76)

O segundo grupo se juntou com o primeiro e seguiu. Faltando cerca de 15 km para o final, oito ciclistas conseguiram abrir dos demais e mantiveram à dianteira até a dura chegada – com uma longa subida – em Castillos, cidadezinha simpática e com muita gente para prestigiar a chegada do “pelotão multicolor”, expressão usada por vários radialistas aqui no Uruguai.

Pelotão na largada da 1ª etapa da Volta do Uruguai 2018. (Foto: Luis Claudio Antunes/Bike76)

Na chegada dos oito ponteiros, o argentino Adrian Richeze veio melhor posicionado e venceu com certa facilidade, cruzando a meta com 5h23min36, resultado que lhe coroou como o primeiro líder da 75ª Volta Ciclística do Uruguai.

Jornada dupla no segundo dia
Já no segundo dia de competição, os ciclistas irão enfrentar uma jornada dupla, com uma crono por equipe de 25,3 km entre La Paloma e Rocha e uma etapa de estrada de 122,2 km entre Rocha e Piriápolis.

A crono por equipes será pela manhã e este ano terá uma pontuação diferente dos anos anteriores. Nesta edição, a equipe que ganhar a crono terá o seu tempo computado. Da segunda para trás, haverá o tempo padrão de um segundo apenas para cada equipe, ou seja, a segunda colocada terminará apenas 1 segundo atrás da campeã e a última colocada, levará apenas 25 segundos.

O sistema não foi muito bem recebido, principalmente, pela Funvic/São José dos Campos, que no ano passado venceu com facilidade e colocou muito tempo ’em cima’ da maioria das equipes.

No período da tarde haverá a etapa de estrada, um pouco mais curta do que esse primeiro dia, mas com chegada ao alto em Piriápolis. Os ciclistas enfrentarão uma subida de 3 km até o mirante de Santo Antônio, que será o ponto final do segundo dia.

Etapas


DATAETAPAPERCURSOTIPODISTÂNCIA
23/03/2018Atlántida - CastillosEstrada201 km
24/03/2018A - La Paloma - Rocha
B - Rocha - Piriápolis
CRE
Estrada
25,3 km
122,2 km
25/03/2018Soca - RosarioEstrada187 km
26/03/2018Cardona - MercedesEstrada165 km
27/03/2018Young - DuraznoEstrada164 km
28/03/2018Durazno - TacuarembóEstrada197 km
29/03/2018Tacuarembó - Las Toscas de CaraguatáEstrada114 km
30/03/2018A - Melo - Melo
B - Melo - Treinta y Tres
CRI
Estrada
22,8 km
106,7 km
31/03/2018Treinta y Tres - MinasEstrada165 km
01/04/201810ªMinas - MontevideoEstrada130 km

Recommended for you

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *