Copa Internacional MTB

Luiz Henrique Cocuzzi e Luciana Roland vencem o short track da CIMTB em SP

em

Luiz Henrique Cocuzzi no lugar mais alto do pódio. (Bernardo Mascaranhas/Caju Vídeos)

Em uma prova surpreendente que abriu as competições do primeiro dia da CIMTB, no Festival Bike Brasil, quem levou a melhor no Short Track da Super Elite Feminina foi a atleta Argentina Luciana Roland. No masculino, Luiz Henrique Cocuzzi (Lar-Scott-Mauro Ribeiro-Vzan) conquistou o primeiro lugar em uma prova igualmente emocionante. A competição aconteceu nesta sexta-feira (24), no São Paulo Expo. Completando o pódio feminino a atual campeã brasileira Sub-23, Karen Olímpio (Squadra/Oggi), fez a diferença no percurso, seguida pela atleta Danilas Ferreira da Silva (Tamirabikeshop / Tropix bike brasil Marilia). Já no masculino, Rubinho Valeriano (Sense Bike Factory) chegou com poucos segundos de diferença do primeiro colocado, e o terceiro lugar ficou com o atleta Guilherme Gotardelo (Sense Bike Factory).

A argentina Luciana Roland se destacou e cravou o primeiro lugar com dois minutos de antecedência e um ritmo muito forte. “É algo lindo ter uma pista dessas no meio da cidade, a maioria do trajeto foi tranquilo, mas as subidas são exigentes e está calor. Eu precisei de muita técnica para segurar a liderança, já que o circuito exigiu muito” contou.

A brasileira Karen Olímpio conseguiu segurar a segunda colocação e entregar um bom resultado. “A prova foi muito emocionante porque ano passado eu não cheguei de uma boa fase, tive um acidente em outra competição e por isso participei só do XCO. Fiquei muito feliz com o resultado de hoje, persisti até o final atrás da argentina que é uma competidora muito forte, terminei feliz e consegui entregar tudo que eu tinha pra hoje, agora é recuperar que domingo tem mais”, ressaltou.

Já na Super Elite Masculina o atleta Luiz Henrique Cocuzzi disputou forte na maior parte do percurso com pouca distancia do segundo colocado, mas conseguiu sair na frente na arrancada da última volta e conquistou o lugar mais alto do pódio. “Usei uma estratégia no começo de aumentar muito o ritmo, consegui uma vantagem, mas percebi que se eu andasse sozinho ia desgastar muito para domingo, então decidi andar junto e arrancar na última volta. Esse evento aqui em São Paulo ajuda muito a incentivar os paulistas a andar de bike e participar de provas de alto nível de mountain bike. Estou muito feliz”, contou.

Com poucos segundos de diferença e três Olimpíadas no currículo, Rubinho Valeriano lutou forte para conquistar seu lugar no pódio. “Eu sabia que seria uma prova muito disputada, com atletas muito focados, e a experiência conta muito nesse tipo de prova que é rápida, você tem que se conhecer bem pra aguentar, eu ataquei no meio da prova para sentir como eu estava, me senti muito bem para conseguir a vitória porm o Cocuzzi atacou na subida, a partir daí usei mais a técnica cheguei a encostar nele e arrisquei, fiquei muito contente com o segundo lugar. Já tenho 39 anos e a arrancada dos meninos mais novos é mais forte que a minha, enquanto eles precisam dormir oito horas para se recuperar eu preciso dormir dez”, brincou.

Recomendado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *