Bike Brasil

Bike Brasil supera as expectativas no primeiro dia do evento em São Paulo

em

Primeiro dia da Bike Brasil em São Paulo. (Foto: Studio F -BIKE BRASIL EXPO)

Sexta-feira bem movimentada na área interna do Festival Bike Brasil, voltada aos profissionais do setor. “Fiquei satisfeito com o número de visitantes. A gente brinca que quando não tem tempo para ficar parado é porque está sendo proveitoso o evento e hoje foi um dia assim”, conta Tulio Monteiro, gerente comercial da Audax, que traz novidades nas linhas de cross country, speed, recreação, maratona, entre outros, na edição de 2018 do evento.

Para o empresário Vilciolei Andrade Ribeiro, que veio de Palhoça, em Santa Catarina, essa é uma boa oportunidade de negócios. “Gostei muito dos lançamentos e é sempre bom conferir o que tem de novidade para oferecer aos clientes”, afirma.

Mas o leque de produtos não chega apenas aos empresários. No Bike Brasil Show, modelos de mountain bike de 12 velocidades, um lançamento mundial, se revelaram a mais nova sensação da Groove Bikes. Caio Salerno, diretor de desenvolvimento da empresa, explica o diferencial: “você tem a facilidade de um câmbio só com o mesmo desempenho de um modelo de 27 ou 30 marchas”.

O administrador Marcio de Paula procurava por uma bicicleta específica e ficou impressionado com as novidades. “Fui à loja comprar o modelo antigo e fiquei sabendo que haveria esse novo, então, vim conferir e gostei bastante”, comenta.

Lenda viva do Mountain Bike rouba a cena no Festival Bike Brasil
Só uma atração conseguiu chamar mais atenção do público do que as inúmeras bikes, acessórios e acrobacias exibidas no primeiro dia do Festival Bike Brasil. Com terno e gravata coloridos, óculos de sol em formato de losango e um longo bigode pontiagudo, Gary Fisher é um personagem cultuado por uma legião de fãs em todo o mundo. Afinal, ele foi um dos inventores do conceito de mountain bike, na década de 70. Hoje, aos 67 anos, ainda é um respeitado designer de bicicleta e incansável cicloativista.

Gary Fisher no Festival Bike Brasil em SP. (Foto: Studio F -BIKE BRASIL EXPO)

No Brasil exclusivamente para o evento e com fôlego de quem costuma pedalar 50 km por dia, Gary participou da cerimônia de abertura da feira, deu entrevistas para todos os tipos de mídia, posou para fotos com centenas de fãs e terminou o dia pedalando no circuito de mountain bike juntamente com cinco admiradores sorteados pela sua patrocinadora, a Trek.

“A bicicleta é a invenção mais feliz da história da humanidade. Ela permite liberdade de ir e vir, de explorar caminhos, faz bem à saúde e não solta fumaça. Basta pedalar e sorrir”, disse aos jornalistas. Considerado uma lenda viva do ciclismo, Fisher tem entre seus objetivos criar espaços para pedalar e mudar positivamente a vida das pessoas.

O “pai da mountain bike” estará nos outros dois dias do evento, envolvido em várias ações como novas sessões de autógrafos, uma pedalada pelas principais vias da cidade até a São Paulo Expo e na largada da categoria Elite da Copa Internacional Levorin de Mountain Bike, a CIMTB Levorin.

Visitantes testam bicicletas no asfalto e na terra
Para um público mais radical ou para quem queria testar as bicicletas no asfalto, o festival fez sucesso no primeiro dia com as duas pistas de test-ride. O visitante pôde escolher entre a pista urbana e a de mountain bike, além de ter várias opções de bicicletas para testar: mountain bike, speed, road, elétrica, vintage e até com cadeirinha para crianças.

O contador Rodmilson Germano da Silva veio pela segunda vez ao evento para aproveitar as pistas. “O test-ride é fantástico porque você vai testar, olhar a bicicleta que você quer, aquela que você pode comprar ou aquelas que você não pode comprar também! Vem, usa e vê como está a evolução das bicicletas.” Ele também enxerga como um ponto positivo ter os dois tipos de terreno. “Eu acho que uma não exclui a outra. Você poder oferecer todas as opções é ótimo para o evento, para a gente que é consumidor, que é usuário, que é biker”, comemora.

Área Kids faz a alegria da criançada com bicicletas e trikes
Já no primeiro dia de evento, a Área Kids ficou cheia de pequenos ciclistas. Contando com 8 modelos diferentes de bicicletas, as crianças puderam aproveitar para pedalar. Os modelos, com rodinhas e sem, permitiram que todos pudessem se divertir. Até quem não queria arriscar na bicicleta teve sua chance, já que alguns modelos de trike também estavam disponíveis para os pequenos experimentarem. Essa área continua na Bike Brasil até o final do evento, no domingo.

Em sua primeira visita ao festival, a empresária Eide Félix aproveitou para levar o filho para se divertir. “Eu achei ótimo, porque geralmente não há um espaço para eles. Acabam esquecendo das crianças”. Além disso, a visitante gostou bastante da segurança que a área ofereceu. “Não tem carro passando, não tem perigo. Então eu achei bem legal, é um espaço bacana, conclui”.

Espaço Vintage MTB conta história do mountain bike
Dezenas de mountain bikes dos anos 1990 a 2000 estão expostas no Espaço Vintage MTB Brasil. No local, é possível ver a evolução dos modelos em relação às novidades apresentadas no Festival, como explica Eric Fernandes, um dos organizadores da atração. “Entre as mudanças estão o tamanho da roda, além de tecnologias de freio e outras peças e equipamentos”, afirma.

Elas estão em ótimo estado. Algumas chegaram a passar por restauração e podem ser usadas no dia a dia. O empresário Anderson Andrade veio do Rio de Janeiro especialmente para o Festival e conta que estar em um espaço como este traz a sensação de nostalgia. “Eu ainda tenho uma hard rock 91, toda original, então, isso me despertou o interesse e fiquei tirando foto de todas elas aqui”, diz.

Competições do Festival Bike Brasil começam com ritmo intenso
Disputas de short track marcaram o primeiro dia do Festival Bike Brasil. Na competição feminina quem se deu bem foi uma atleta argentina. Luciana Roland se consagrou como a primeira vencedora desta edição de 2018. Ela revelou que adora competir no país. “A organização da prova estava muito boa e é um prazer correr nestas condições”, completa. Com a vitória, ela chega confiante à prova Super Elite CIMTB, que acontece no domingo.

Luiz Henrique Cocuzzi no lugar mais alto do pódio da short track da CIMTB. (Bernardo Mascaranhas/Caju Vídeos)

Outra atleta que tem esperança de medalha no último dia do evento é Viviane Favery. A brasileira de São Paulo ficou com a sexta colocação neste primeiro dia, mas acredita na possibilidade de recuperação para a prova principal. “A prova foi superintensa. As meninas já largaram com tudo, ninguém economizou, foi forte do começo ao fim. Eu fiz uns errinhos técnicos que me custaram posições. O importante é manter essa consciência para estar sempre evoluindo”.

A categoria masculina foi de forte emoção. A disputa intercalou Rubens Valeriano e Luiz Henrique Cocuzzi na liderança, com a vitória de Cocuzzi. Mas ambos saíram contentes. “São Paulo é uma cidade de pedra. Não tem muito lugar para fazer trilha. Fazer um evento aqui dentro ajuda muito a incentivar os paulistas a pedalarem”, comemorou o vencedor. O vice, com três Olimpíadas no currículo, explicou que sabia que a competição seria acirrada. E revelou, aos 39 anos de idade, que se surpreendeu com o resultado, já que esperava apenas estar entre os cinco primeiros. A dupla promete ser destaque na prova de domingo.

Para o sábado e o domingo, estão previstas ainda competição de e-bike, a Copa Sense Bike, a Night Run (que acontece no mesmo percurso usado nas competições de bike, que tem cerca de 5,5 quilômetros) e o Desafio Audax Cyclocross. Isso além das etapas Sub e Júnior de CIMTB Levorin e a Super Elite.

Para o organizador da CIMTB Levorin, Rogério Bernardes, a parceria com a Bike Brasil, através da NürnbergMesse Brasil, é um grande passo para continuar no caminho de valorizar e disseminar o mountain bike. “Hoje, a competição foi muito disputada e trouxe os melhores atletas do mountain bike brasileiro para São Paulo. Tivemos uma transmissão ao vivo, tudo isso atrelado à maior feira do segmento da América Latina, valorizando sempre o esporte”, concluiu.

Recomendado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *