Brasil

Lauro Chaman é bronze no contrarrelógio do Mundial de Paraciclismo

em

Lauro Chaman comemora conquista da medalha de bronze no Mundial. (Foto: Divulgação)

Encerrando as disputas das provas Contrarrelógio do Campeonato Mundial de Paraciclismo de Estrada, que está sendo realizado na cidade de Pietermaritzburg, na África do Sul, os competidores da Classe C, destinada para atletas com deficiência físico-motora e amputados, fizeram bonito e marcaram excelentes tempos. O brasileiro Lauro Chaman conquistou a medalha de bronze na Classe C5.

A prova contrarrelógio é disputada individualmente com os atletas largando em intervalos de 1 a 2 minutos. Vence quem percorrer o percurso no menor tempo. Na Classe C5, Lauro Chaman repetiu o resultado da Paralímpiada do Rio 2016 e conquistou a medalha de bronze com o tempo de 41min44s23.

Brasil no pódio. (Foto: Divulgação)

“O nível do mundial está bastante alto, as classes estão com uma grande quantidade de atletas inscritos e isso é muito importante para a modalidade. Sobre o resultado eu estou muito contente, apesar de ter ficado muito perto das medalhas de prata e ouro, estou feliz e motivado para largar na prova de resistência. Agradeço a toda comissão técnica, minha família e todas as pessoas que estão torcendo por mim”, declarou Lauro.

A seleção ainda contou com Soelito Gohr terminando na 9ª colocação da mesma categoria. O vencedor da prova foi o holandês Daniel Gebru, que percorreu os 35 quilômetros em 41min07s98. A prata ficou com o ucraniano Yehor Dementyev que fez 41min17s23.

Entre os demais atletas da seleção, Victor Herling, da Classe C2, terminou em 12º lugar, e André Grizante, competindo na Classe C4, ficou na 15ª colocação. Os brasileiros voltam a competir neste sábado e domingo, encarando as provas de resistência que contam com percursos que chegam a 85 quilômetros.

O técnico Armando Camargo, que faz a sua estreia na seleção, convocou sete atletas para disputar o Campeonato Mundial. A equipe será composta por Lauro Chaman (Classe C5), Soelito Gohr (Classe C5), André Grizante (Classe C4), João Evangelista Filho (Classe C1), Victor Luise Herling (Classe C2), Jady Malavazzi (Handbike WH3) e Eduardo Ramos Pimenta (Handbike MH3).

Recomendado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *