Copa Internacional MTB

Erika Monserrath e Tomas Gomez vencem a 2ª etapa da Copa Internacional de MTB

em

Tomas Gomez comemora vitória. (Foto: Thiago Lemos/CIMTB)

Força e determinação estiveram com os atletas da Júnior no segundo dia de competição da Copa Internacional Levorin de Mountain Bike (CIMTB). O Campus Tancredo de Almeida Neves da Universidade Federal de São João del-Rei (Ctan-UFSJ) foi palco da disputa que levou México e Colômbia nos lugares mais altos do pódio neste domingo (11). Erika Monserrath Rodriguez (Conade Code Gto Specialized) e Tomas Gomez (Escarabajo del Majuy de Cota) pedalaram forte para passar em primeiro lugar na linha de chegada.

Em segundo, no feminino deu dobradinha para o México, com Ana Ruth Clark (Conade Code Gto Specialized). Já no masculino, o roraimense Winston Pinto Porto (Over Bike Team) veio de longe para levar um bom resultado para casa, o vice-campeonato.

A campeã Erika Monserrath Rodriguez foi ouro no Pan-americano de mountain bike em 2017. (Thiago Lemos/CIMTB )

No feminino, as atletas completaram três voltas na pista. A campeã Erika Monserrath Rodriguez foi ouro no Pan-americano de mountain bike em 2017, se manteve invicta, mas garantiu que foi preciso pedalar pesado para alcançar o objetivo. “Foi uma corrida boa, a pista estava exigente porque tinha muita subida pesada e foi necessário aplicar muitas técnicas”, comentou.

O terreno seco, as curvas e o sol forte não foram obstáculos para a vice-campeã Ana Ruth que levou o 2º lugar ao lado da companheira de equipe. “A prova foi exigente já que o terreno estava seco e tive uma dificuldade de pedalar. Foi necessária muita força nas subidas e soltar nas descidas, porém foi bem divertida e gostei”, afirmou Ana.

No masculino, os atletas deram quatro voltas em torno da pista na UFSJ e o colombiano Tomas voltou para a casa com um sorriso no rosto. “O mais difícil para mim foi vir de uma viagem pesada da Colômbia ao Brasil, e depois manter o foco mesmo com o cansaço na competição. Mas fiquei muito feliz com a vitória e gostei demais da pista”, disse.

O atleta Winston Pinto é brasileiro, mas também veio de longe e vai voltar para a Roraima com o segundo lugar. Ele ressalta que o desafio é dobrado, já que onde mora, é um local com poucas montanhas para o mountain bike. “Estou muito feliz com o resultado. Tive uma disputa muito boa, no fim fiz muita força mas consegui alcançar o que eu buscava. Não tenho palavras para descrever já que Roraima é extremamente plano e mesmo assim consegui superar isso”, concluiu.

Recomendado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *